Transformação Digital

Como primeiro artigo do blog quero focar o tema da Transformação Digital pela sua actual relevância no panorama geral bem como para providenciar uma visão geral sobre o assunto, dando oportunidade a pessoas e entidades de compreenderem a importância e aplicabilidade deste tópico que está a transformar a forma como empresas operam, bem como a maneira como as pessoas trabalham, relacionam, adquirem bens e serviços e interagem com organizações publicas e privadas.

Transformação Digital

Já todos ouviram este chavão vindo de artigos, conferências ou altos cargos da política e negócios, mas o que Transformação Digital significa?

“Transformação digital é a adopção estratégica de tecnologias digitais, utilizadas para melhorar processos e produtividade, oferecer melhores experiências para clientes e empregados, gerir o risco de negócio e controlar custos.”

Abrangendo governos, corporações e também negócios criados de raiz, como por exemplo os populares Netflix, Uber ou AirBnB, a transformação digital aponta o caminho para os negócios melhorarem a sua performance, tão necessária num mercado global cada vez mais competitivo.

E se o leitor acha que esta é apenas uma moda ou que não se aplica na sua área é melhor olhar para os sinais de mudança:

O comportamento dos consumidores mostra cada vez mais tendência para a utilização de meios digitais ao procurar um produto ou serviço ou para efectuar uma compra. Por outro lado esta presença digital acrescida oferece a possibilidade de uma interacção sem precedentes com os seus clientes e parceiros, permitindo aumentar a visibilidade, alcance e capacidade de interacção do seu negócio.


Ilustração descritiva de planeamento

E por onde começar?

A resposta a esta pergunta vai variar consoante a dimensão da organização, a área de negócio da empresa e o nível de evolução digital já atingido, no entanto existem diversas melhorias que são comuns à larga maioria das organizações e que detalhamos de seguida.

Deixo uma ressalva para organizações de grande dimensão, que necessitam de efectuar abordagens mais compreensivas detalhando aspectos culturais e organizacionais para além da vertente operacional e processual. Deixo este artigo do Linkedin que permite uma breve visão dos domínios da transformação digital ao nível das grandes organizações.

Em termos operacionais apresentamos as iniciativas mais populares de transformação digital com resultados comprovados independentemente da dimensão ou área de negócio.

Presença digital

Se o seu negócio não está presente na web esta deve ser uma prioridade. Através da internet tem de se saber: quem é, onde está, o que vende. Essencialmente o seu negócio ou organização tem de ser visível nos motores de busca, redes sociais e outros espaços digitais relevantes.

A partir desta base pode potenciar essa presença web para outras áreas dependendo dos objectivos e do tipo de negócio:

Marketing Digital

Promoção do seu negócio online através de iniciativas que visam divulgar a sua marca e atrair potenciais clientes.

Reputação de marca

A presença digital possibilita um nível de interacção sem precedentes com os seus clientes e parceiros, permitindo melhorar a experiência de clientes que por sua vez vai aumentar a satisfação do cliente e a percepção que possuem sobre o seu negócio. Alavanque essa proximidade através da redes sociais, fóruns ou canais de suporte.

Geração de Negócio

Através da presença digital vai conseguir identificar potenciais clientes, desenvolvendo a informação e interagindo com os potenciais alvos através de técnicas de identificação e qualificação de leads.

Desmaterialização de processos

Consiste na transição de processos analógicos em papel para processos digitais, que para além dos ganhos de eficiência e uniformização vai assegurar a performance e qualidade dos seus processos de negócio, dada a facilidade de acesso, validação e tratamento de informação nos sistemas digitais.

Esta é a iniciativa de transformação digital mais explorada, dado que foi dos primeiros temas a serem apontados como uma mais valia da digitalização das empresas.

O primeiro passo para atingir este objectivo é a correcta análise e definição dos processos de negócio, de forma a identificar as áreas e fases de cada processos transitáveis para formatos digitais. Desta forma é possível implementar as soluções pretendidas, tendo em conta já as etapas seguintes de automação e integração.

Automação

Tal como o tema anterior, para aumentar o nível de automação é necessário identificar e definir os processos de negócio. Partindo desta base é possível analisar em detalhe as fases de cada processo para enquadrar mecanismos de automação que garantam melhor eficiência, eficácia e rastreabilidade, permitindo reduzir custos operacionais e aumentando a produtividade.

As soluções de automação são diversas e variam de complexidade e custo consoante a dimensão e área de negócio. Quais serão as correctas para o seu negócio vai depender das necessidades e requisitos específicos que possui, sendo que é possível encontrar soluções de automação para todas as áreas empresariais, como marketing, vendas, produção, finanças e contabilidade ou também soluções genéricas de automação de processos.

Integração

As iniciativas de digitalização e automação produzem volumes de informação que podem e devem ser analisados de forma a extrair conhecimento, mas esses volumes de informação estando afectos a áreas especificas como silos individuais de informação, criam problemas de eficácia e redundância dado o seu isolamento.

Nem toda a informação deve ou pode circular livremente pelas várias áreas da empresa por razões de negócio ou mesmo requisitos legais de áreas de negócio especificas. Em áreas como a saúde ou áreas jurídicas os silos de informação são essenciais para conter informação confidencial, ou dando um exemplo em termos de restrições de negócio, uma área de recursos humanos só deverá partilhar informação de um processo de recrutamento quando necessita de envolver o responsável da área a recrutar, ou uma área comercial só envolve recursos de produção quando necessita de elaborar uma proposta ou responder a um caderno de encargos.

É nesse âmbito que os sistemas de integração são uma peça chave na produção de conhecimento e na optimização de processos de negócio, permitindo identificar informação relevante para diversas áreas empresariais e partilhando-a com quem necessita garantindo a eficácia dos seus funcionários ao mesmo tempo que a restringe a informação sensível e que assegura a recolha de informação critica para aferir a performance do negócio.

Analytics

Através da informação recolhida nos processos anteriores pode produzir relatórios e indicadores de negócio como KPI’s que permitam obter conhecimento a partir de toda a informação recolhida. Este conhecimento vai dar uma visão mais apurada e imediata do seu negócio, permitindo identificar pontos de melhoria e tomar decisões com maior segurança, garantindo uma visão estratégica do seu negócio e permitindo agir atempadamente a mudanças súbitas ou eventos adversos.

Existem diversas outras possibilidades de transformação digital aplicáveis a sectores de actividade específicos ou inerentes à génese de próprios negócios como os já mencionados AirBnB, Netflix ou Uber. É importante ressalvar que a transformação digital não são apenas as medidas identificadas anteriormente mas sim toda uma forma de definir um negócio através da tecnologia.


Ilustração descritiva de

E que riscos acarreta?

Alterações de dimensão significativa à forma de trabalhar das organizações resultam em riscos que devem ser geridos de forma a atingir os objectivos pretendidos, no entanto estes riscos podem ser contidos com segurança desde que identificados e controlados.

Financeiros

O risco de enveredar por um investimento que se descontrole ou que não se traduza em retorno é algo que está presente na mente de qualquer gestor, no entanto face à evolução do mercado tecnológico é também um risco que se tornou facilmente mitigável.

A expansão e diversificação do mercado das tecnologias de informação democratizou a oferta de produtos e serviços, ao trazer novos modelos de subscrição como o Software as a Service, Product as a Service e Hardware as a Service que permitem investimentos tecnológicos com custos muito baixos sem sacrificar qualidade ou eficácia.

No passado os departamentos de IT das empresas cresciam de forma a possibilitar a transição digital necessitando de diversos recursos para gerir os sistemas e soluções adquiridos, no entanto hoje em dia com o advento das soluções cloud-based orientadas a serviços, os custos de investimento e manutenção de TI tornaram-se acessíveis, garantindo funcionalidade e eficácia sem comprometer a segurança e privacidade.

Complexidade

Fruto desta crescente adopção tecnológica que ocorre a uma escala global por parte de empresas e consumidores, a velocidade com que o mercado das TI evolve é fascinante e compreendo que muitas vezes intimidante. A um ritmo quase diário surgem novos conceitos, produtos e soluções onde especialmente para pessoas fora da área é difícil identificar se podem ser uma mais valia.

A chave para a mitigação deste risco é a adopção de conhecimento por via de parcerias especializadas. Com um parceiro experiente e de confiança como a Sollogica é possível desconstruir a complexidade destes temas e identificar as soluções que melhor se adequam ao contexto e ao timing do seu negócio ou organização.

Mudança

Ou também resistência à mudança é um fenómeno proveniente da quebra de rotinas estabelecidas muitas vezes ao longo de anos, ou também do alimentar de receios face a um novo e desconhecido contexto.

Muito importante para a aceitação de mudanças em ambiente empresarial é o envolvimento de todos os níveis da organização, especialmente a gestão de topo, de forma a estabelecer de forma clara o rumo a seguir e simultaneamente dando o exemplo aos restantes funcionários.

Outra forma de mitigação deste risco é assegurar uma transição gradual, identificando os pontos críticos de transição e assegurando que estes são cumpridos sem provocar mudanças radicais no dia a dia dos empregados.


Espero que no fim deste artigo o leitor tenha uma percepção melhorada sobre o tema e as suas principais iniciativas. Para saber mais sobre os temas aqui incluídos, contacte-nos pelos canais ao dispor.

Deixe uma resposta